Casa São Cristóvão, 1912-2012: um século de serviços sociais em Toronto

Dentro da estratégia de assistência para a juventude do bairro, a Casa São Cristóvão contratou para Diretor de Programas para Jovens Adultos um jovem assistente social negro chamado Conrad 'Connie' Carrington. Um nativo de  Kensington Market, Connie conhecia em primeiro mão as questões locais e rápidamente ganhou o respeito dos seus colegas, dos jovens, e dos seus pais. Connie era também conhecido pela sua atitude casual e pelo seu vestuário sempre impecável. Sob a direção Connie, a equipa de basquetbol da Casa obteve grande sucesso nos torneios da cidade.

Em 1955, juntamente com Rupert Hodge, treinador da equipa de basquetbol da Casa, Connnie ajudou a fundar a Sociedade de Jazz da Metro Toronto. No ano seguinte, os dois iniciáram um programa músical inovador na Casa, em que ofereciam um espaço inter-racial para jovens músicos de Jazz poderem praticar a sua arte em frente de uma plateia de outros músicos e fãs do género. Todos os Domingos à tarde, o largo auditório no andar principal da 67 Wales Avenue ficava preenchido. Vários dos participantes acabaram por se tornar bastante conhecidos na indústria musical, entre eles Sonny Greenwich, Wray Downes, Doug Richardson, Archie Alleyne e Connie Maynard.

← Previous Page Next Page →