Casa São Cristóvão, 1912-2012: um século de serviços sociais em Toronto

A Clinica para Bébés

Quando a Casa de São Cristóvão abriu em 1912, não havia em Toronto leite pasteurizado nem serviços médicos e pediátricos gratuitos. No ano seguinte, a Casa contratou uma enfermeira que instalou uma das primeiras Clínicas para Bébés na cidade, com um médico privado. Essa enfermeira conseguiu que a Casa fosse um centro de depósito de leite pasteurizado e de fórmula para bébés produzida pelo Hospital para Crianças Doentes. Todos os serões, cerca de trinta mães vinham até à Casa buscar o seu mantimento diário de leite. A enfermeira também visitava os doentes no bairro, oferecendo serviços médicos, que mais tarde seriam providenciados pela Ordem de Enfermeiras Victoria e pelo Departamento de Saúde Pública.

A Escola Recreio e a Associação de Recreios de Toronto

As crianças eram uma constante na Casa São Cristóvão desde o primeiro dia. Uma das razões que levaram os fundadores a instalar a Casa na área de Kensington Market foi o facto de existir um grande número de crianças no bairro. Uma Escola Recreio para crianças pequenas foi criada em 1912, enquanto que as "Festas da Mangueira" mantinham as crianças frescas nas tardes quentes de verão. Piqueniques, eventos desportivos, excursões de elétrico e danças folclóricas no relvado faziam parte da vida na Casa São Cristóvão.Em 1915,a Casa começou a colaborar com a Associação de Recreios de Toronto, uma organização que promovia o espaço extramural nas escolas. Aulas de ginástica para raparigas e mulheres, clubes de dança folclórica, jogos e atlétismo para rapazes decorriam na Escola Ryerson. Esta cooperação entre escolas e casas de acolhimento marcou o início do uso comunitário das escolas públicas para atividades sociais e recreativas.

← Previous Page Next Page →