Casa São Cristóvão, 1912-2012: um século de serviços sociais em Toronto

O Centro de Pessoas Idosas no 761 Queen St. West

Nos anos 1960, a Casa São Cristóvão oferecia apena dois programas para idosos por semana, mais  atividades ocasionais. Duas décadas depois, cerca de 500 membros, a maior parte dos quais com mais de 70 anos de idade, participavam nos programas oferecidos no Centro de Pessoas Idosas, cinco dias por semana. Vários fatores contribuiram para esta expansão: o programa foi reconhecido em 1971 pelo Governo do Ontário como um centro para idosos, o que aumentou o financiamento disponível; a contratação de assistentes bilingues para contactar os idosos na área; e a mudança para o edifício da Igreja Unida no 761 Queen St. West em 1973, que oferecia espaço suficiente para a expansão do programa - nos anos 1960, esta Igreja fora o centro da pequena congregação protestante portuguesa em Toronto, dirigida pelo missionário Rev. George Vernon Kimball.

Em 1975 o Centro oferecia um leque variado de atividades, inluíndo pintura, artesanato, bowling, cinema, e um Diner's Club. Em 1978 foram adicionadas aulas de Inglês, orientação e cidadania para auxiliar os idosos imigrantes portugueses a ajustarem-se à cidade. Serviços de interpretação, informação e referência; educação de saúde; aconselhamento; programas de manutenção físicia; excursões para compras; uma clínica de cuidados ortopédicos; e um serviço gratuito de preenchimento de declaração de impostos tornaram-se também importantes componentes do Centro. As visitas regulares das crianças da Escola Pré-Primária contribuiam para manter a boa disposição dos idosos. Durante os anos 1970, a Casa começou a encorajar uma maior participação dos membros do Centro de Pessoas Idosas na autogestão do programa, começando pela criação em 1973 de um Corpo Executivo dos Membros que se reunia mensalmente.

← Previous Page Next Page →